Logo-Portal-merged.png

O filme sobre a Medicina Sagrada da Amazônia

seta-branca.png

Promo

NOS AJUDE. COMPARTILHE o projeto.

"A Ayahuasca abre a percepção para novas realidades"

Luis Eduardo Luna - Antropólogo Peruano

 

 

 

 

EQUIPE

RIK NOGUEIRA - Produtor Executivo

Produtor Executivo de filmes campeões de bilheteria como

Muita Calma Nessa Hora 1 e 2 e A Onda da Vida.

 

BRUNO VEIGA VALENTIM - Diretor

Há 20 anos produz vídeos publicitários para empresas

como Nike, Google e Coca-Cola além de programas de tv

 

SAHAJ KALIMAN - Trilha Sonora

Produtor de Trilhas e VideoDesigner, especializado

em temas indígenas e tradições ancestrais

Bruno2.png
depoimento-icon.png

O documentário "Ayahuasca, O Espírito da Floresta" apresenta a medicina sagrada dos indígenas, as últimas pesquisas realizadas por renomados pesquisadores, cientistas e médicos, visando a cura da doença de Alzheimer, câncer, depressão e dependência de heroína, entre outras patologias.

 

Equipes de profissionais de diferentes áreas também investigam, com curiosidade e fascínio, as mudanças efetuadas na consciência de milhares de pessoas em todo o mundo, a partir do contato com esta cultura milenar.

 

 

Bruno Veiga Valentim - Diretor

Ayahuasca, o Espírito da Floresta - o Filme

 

O filme precisa de verba para ser finalizado e exibido. Com uma pequena contribuição, você estará colaborando para que essa mensagem chegue a mais gente no Brasil e no mundo.

 

 

 

 

 

 

patrocinadores

 

Você, empresa ou empreendedor, pessoa física ou jurídica, também pode ser um patrocinador do filme.

 

 

Nosso filme foi aprovado pela Ancine para captar recursos financeiros para sua produção.

 

Você, empresa ou empreendedor que queira se engajar conosco participando com valores mais altos que os dos colaboradores individuais, entre em contato.

 

É importante, particularmente, contribuirmos para aumentar o entendimento sobre o conceito de enteógeno. Acreditamos que somente uma divulgação ampla, com as informações precisas, ajudará na redução de equívocos como o apresentado pelo jornal O Globo (ver coluna ao lado), que se referiu à Ayahuasca como alucinógeno. Muita gente, inclusive na grande mídia, ainda não conhece o sentido e o valor da palavra enteógeno.